sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Meu Vídeo 32

video


A rosa tatuada


"(O)culta nestes versos
D’aroma de pele
Teço erotismo (turbu)lento
do teu ruído penetrante
Solfejo (lancin)ante meu corpo
( Ver)tendo em teus lóbulos
Esta minha alma (contra)ida.

Então, (o)usada,
en-ton-tecida de Ti,
Condeno-me no leito
Nesta (in)virgindade rosa
Que te rouba segredos
(en)laços, degredos,
Na embriaguez das tuas mãos
Onde grávida (tr)aduzo calor etéreo
(Ac)usando rotas semitas
de barro tatuadas de ti…!"

Ana Maria


Abraço-LUZ.
.

Sem comentários:

Enviar um comentário